Desde que descobri que ser uma pessoa sensível não é mais um defeito e sim uma qualidade que me permite registrar momentos, detalhes e sentimentos que podem marcar não só a minha vida mas também a vida das pessoas não parei mais de fotografar.

Quando estou com empunhado de meu equipamento, ao ligá-lo também ativo o modo “momento presente”.  Esse modo me permite, viver, respirar, meditar, desconectar e olhar para as coisas simplesmente como elas são, a pura existência pela consciência de cada pessoa, coisa ou situação… E criando essa atmosfera que as vezes é possível sentir e enxergar tudo em “slow motion” e acredite, em perfeito sincronismo, como numa dança, o que na verdade é.

E são nesses momentos, aquele nano segundo que é passado para o sensor desde que meus olhos enxergam um o momento certo, do foco até o disparo que torna cada fotografia única, inclusive com o mesmo equipamento e observando as mesmas coisas. Não é diferente com meus vídeos, pois considero o movimento uma extensão das minhas fotos.

“Clicar, gravar, compartilhar, revelar e inspirar pois, até nas situações mais insólitas sempre há algo interessante para registrar. Fazer isso de forma lúdica e responsável já que toda fotografia é eterna, fotografar o lado singelo da vida ou editar um vídeo respeitando o momento, o respiro, a naturalidade e originalidade de cada ser me alimenta a cada dia querer viver e produzir mais…

Respeitar a luz para despertar um outro ponto de vista no espectador. Sei que a vida não é tão bela assim, mas viver é magnífico e fotografar ou filmar nem se fala.

Talvez a única forma de emprestar os meus olhos naquele momento único, segredo que só Eu, Deus a lente e o frame sabem até poder processar, compartilhar e quem sabe revelar até chegar aos seus olhos, despertar sua atenção e quem sabe não ter a honra de sua admiração .”

Me considere à disposição.

Um abraço.

Roberto Benatti

Eu-5